Áreas de Intervenção

 

Há mais de 200 anos colhemos frutos da obra de São Marcelino Champagnat que sempre acreditou na importância da educação e do amor na vida das crianças e dos jovens.

Hoje, a Fundação Champagnat tem projetos na área da promoção dos direitos e proteção das crianças, na animação territorial e educação não-formal e na intervenção familiar em territórios de risco e de vulnerabilidade social.

Neste enquadramento, mais de três centenas de utentes beneficiam dos Valores Maristas porque acreditamos que o espírito de presença e a simplicidade com que atuamos são potenciadores de mudança.

Pese embora a Convenção sobre os Direitos das Crianças tenha sido ratificada há mais de vinte e cinco anos e contemple o direito a uma família para todas as crianças, o facto é que ainda hoje subsiste a necessidade de algumas crianças serem afastadas do perigo em que se encontram e que lhes sejam disponibilizadas todas as condições para a sua proteção e promoção dos seus direitos.

Acresce que nenhuma criança deve crescer privada da sua liberdade, pelo que importa dirimir as implicações da vivência em meio prisional e proporcionar às crianças a oportunidade de vivenciar novas experiências e estímulos num ambiente acolhedor e securizante.

A Casa da Criança de Tires, Casa de Acolhimento Residencial, surge como uma resposta ao elevado número de crianças, vítimas de circunstâncias pessoais e sociais de natureza diversa que, anualmente, são afastadas da sua família e do seu meio de origem, protegendo-as e afastando-as das inúmeras situações de perigo, muitas vezes, sofridos no seio da própria família.

 

A Fundação Champagnat atua de modo a garantir que:

# Todas as crianças vejam o seu potencial desenvolvido, independentemente das suas circunstâncias de vida e limitações;

# O seu superior interesse superior seja prioritário em todas as acções e decisões que lhe digam respeito;

# Lhe sejam facultados os acessos a serviços básicos de modo a garantir a igualdade de oportunidades para que as crianças possam desenvolver-se plenamente;

# A sua opinião e voz sejam ouvidas e tidas em consideração em todos os assuntos que se relacionem com os seus direitos.

 

As ações de educação para a solidariedade visam comprometer todos os cidadãos com a comunidade que os envolve, favorecendo o sentido de responsabilidade na construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

O voluntariado assume-se como uma área fundamental da intervenção da Fundação Champagnat, apostando na formação e promoção do voluntariado como ferramenta de transformação social.

Procuramos que os voluntários sejam embaixadores dos valores da Fundação e peças importantes para a prossecução da nossa missão.

Os Campos de Trabalho e Missão integram um projeto conjunto da FCH, Província Marista de Compostela e a ONG Espanhola Solidariedad, Educacion y Desarrollo (SED) que contempla a formação, envio e acompanhamento de voluntários em missão para Moçambique, Zambia, Honduras e El Salvador, intervindo nestes territórios no âmbito da Formação, Educação e Desenvolvimento Comunitário. Por conseguinte, mediante formação específica e integração em Campos de Trabalho e Missão as pessoas podem beneficiar da oportunidade de se envolver em realidades diferentes e experimentar o poder que têm de impactar a vida de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Outros Projetos de Educação para a Solidariedade:

# Experiência de vivência comunitária;

# Programa de voluntariado nacional;

# Turismo Sustentável;

# Ações de Team Building.

Na área da educação não-formal a Fundação Champagnat tem atuado, em territórios de intervenção prioritária, junto de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oferecendo uma metodologia lúdica que pretende contribuir para que todas as crianças tenham uma infância feliz, promovendo o direito ao brincar enquanto factor determinante para o desenvolvimento integral das crianças beneficiárias da Ludoteca da Adroana.

A Ludoteca é um espaço lúdico-cultural de animação territorial onde pais e filhos podem brincar, de forma espontânea e beneficiar de atividades lúdico pedagógicas, essenciais para o crescimento harmonioso e para a formação das crianças, como forma de potenciar o direito à igualdade de oportunidades e à inclusão social.

 

No âmbito da Intervenção Familiar, o Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS3G) atua para promover a inclusão social dos cidadãos, através de ações a executar em parceria, por forma a combater a pobreza persistente e a exclusão social. Neste contexto intervem sobre as dimensões Parental, Familiar e Social, investindo nas famílias vulneráveis de forma imediata, individualizada e de grande proximidade, assente numa visão multissistémica e holística.

Acreditamos que cada família deverá fazer o seu caminho, reconhecendo recursos internos e apoiando-se nas redes nas redes formais e informais, no sentido de fazer as escolhas que melhor respondam às suas necessidades e dinâmicas familiares, facilitando a sua integração na comunidade envolvente.