Campos de Trabalho e Missão

Atlantis, África do Sul (CTM)

“Já lá vão duas semanas e meia! Parece que foi ontem que aterrámos no aeroporto da Cidade do Cabo e vimos a Maria Bobillo à nossa espera junto a outros dois membros da Comunidade LaValla200, o Diogo e a Juliana. Nesse momento tomámos consciência de que o nosso voluntariado tinha começado. Já no carro, a caminho das casas das famílias que nos acolherão durante estes 37 dias, pudemos ver o contraste das cidades e das povoações vizinhas (casas, recursos, etc).



Primeiros dias CTM em St. Paul’s, Zâmbia

“Antes de chegarmos à Zâmbia, não podíamos imaginar que teríamos recebido uma receção tão calorosa como a que de facto recebemos quando tínhamos apenas acabado de pôr o pé no chão no aeroporto de Ndola.

Mas agora, mais de uma semana depois, damo-nos conta de que as boas-vindas calorosas são umas das características identitárias deste país.

Desde a saudação da manhã entre os membros da comunidade, até às pessoas que nos param nas estradas e se dirigem a nós com palavras carinhosas e alegres.



12º dia CTM Manhiça, Moçambique

“Os dias têm passado a correr, apesar de vividos intensamente desde o amanhecer. Na escola somos diariamente recebidas com o carinho de todos, desde professores, a funcionários e alunos das várias classes. Na pré, onde estamos inseridas, as crianças que nos rodeiam são de uma pureza indescritível, que nos faz querer voltar dia após dia. Claro está, não são perfeitas e também fazem burras e gritam muito. Mas que piada tinha se assim não fosse? O melhor de tudo é que já não são "as crianças da escola de Manhiça". Já têm nomes, caras e vozes que nos fazem querer voltar dia após dia.



Primeira semana CTM no Bilene

“Depois de aterrarmos no aeroporto de Maputo e de uma longa espera para passar a fronteira, somos recebidos de braços abertos pelo Ir. Sábado, Ir. Pascoal e o Borja! Vistos aceites, malas recolhidas e estamos no carro... ufff!

Logo reparamos que, em Moçambique, as cores são mais térreas, o sol é laranja, as roupas mais coloridas e todos aparentam esboçar um sorriso, mesmo que alguns sejam desconfiados. Vamos ser muito felizes aqui!



As primeiras vivências dos CTM

Ao cumprir-se uma semana da chegada dos nossos voluntários e voluntárias a Moçambique, África do Sul e Zambia, começam-se a acumular imagens da sua experiência e das primeiras vivências:



Campos de Trabalho-Missão

Pomo-nos em movimento pela Solidariedade. Com o fim do ano letivo começa em Compostela um verão carregado de atividades, entre as quais a solidariedade encontra o seu lugar. Para além dos Campos de Serviço que a MarCha propõe aos jovens deste itinerário formativo, dois adultos participarão numa experiência de voluntariado com “El urogallo” (Ponferrada) e catorze pessoas (entre professores, irmãos e ex-alunos) irão estar em Moçambique, na Zâmbia e na África do Sul, onde irão viver com intensidade a experiência dos CTM (Campos de Trabalho e Missão), durante um período de 30 a 45 dias.



Campos de Trabalho e Missão - Muda o teu Olhar

Os Campos de Trabalho em Espanha e Portugal são uma oportunidade para conhecer o trabalho realizado nas várias Obras Sociais da Província Marista Compostela e de envolvimento nas suas atividades. Durante os meses de julho e agosto, é possível vivenciar as diferentes realidades, e responder ao chamamento pessoal de compromisso social, dedicando pelo menos uma semana de verão a crianças e jovens das nossas respostas sociais.



Formação de Voluntários

Durante o fim de semana teve lugar o último dos três encontros de formação dos voluntários que este verão irão colaborar em projetos das ONGD, SED e Fundação Champagnat, nas Honduras, em Moçambique e na Zâmbia. A formação versou sobre as temáticas Projetos e Cooperação, Relações Interpessoais e partilha de testemunhos de experiências ocorridas no terreno, mais concretamente, em Moçambique, enriquecendo o encontro com um conhecimento mais profundo das realidades onde serão integrados os novos voluntários.



Subscreva RSS - Campos de Trabalho e Missão